8.3.08

BOLINA

.
.
.
.
.
O roupão branco tapa timidamente o meu corpo nu e morno. O portátil ilumina tenuemente o meu peito. Os mamilos erectos espreitam as palavras que se vão juntando na busca do texto coerente. Frases vão-se construindo nas linhas deixadas pelas ondas que rebentam na praia. As ondas são de pensamento. A praia, a folha de papel feita ecrã plano. A apetência da escrita é o desejo do meu sexo húmido no pensamento de ti. Resisto à carícia desejada e sinto a excitação alaranjada a aquecer-me as costas. Mil imagens atravessam o meu sonho lúcido do aqui e agora. Yo-Yo Ma toca a Suite número 1 para violoncelo de Bach e as borboletas adormecidas no meu ventre, acordam e espraiam-se pelo meu peito até saírem pelos mamilos curiosos. Parecem faróis a iluminar o mar com os seus fachos de luz branca intermitente. Os olhos do corpo escrito sonham-te a navegar na minha direcção. Caças as velas na bolina cerrada da Nortada que te separa de mim. Quase que sinto o teu frio. Imagino o Moitessier no calor da Longue Route e aqueço-te na lembrança da nossa paixão. Sabes que te espero, na baía abrigada do meu corpo morno.

27 comentários:

PDuarte disse...

Estive aqui. Há coisas que não se comentam.
Mas tenho que te dizer...estive aqui...e li.

Cantinho dos devaneios disse...

Será que ele sabe o quanto é sortudo?...

Von disse...

Isto é lindíssimo. Transformas o simples em esmero.

Von

Marrie disse...

Tens uma escrita fantástica!
bjs

mfc disse...

Uma escrita sempre quente.

O Profeta disse...

O sublime do sensual...


Passou o dia sobre as cidades
Esquecido por esta estação
Uma flor deposita no vento uma semente
Este ribeiro leva consigo a ilusão

Secretamente a terra a recolhe
Guarda-a da voragem do vento
Espera que água a fecunde
Explode a vida a cada momento



Bom domingo


Mágico beijo

Paradoxo disse...

é de ler e reler ate parece que as palavras têm sabor ui!

beijao nas tuas palavras sublimes

VdeB disse...

Sensualidade e ternura, o que querer mais?

Esta ceremony não é ao brincas. Há muito trabalho de casa, muita pesquisa, por trás destes contos. A diversidade de assuntos focados para ambientar a narrativa são reveladores. Hoje fiquei a saber que sabes o que é uma bolina e como afinar o velame para a enfrentar, mas sobretudo, qual o seu antídoto.

Embora de pré-aviso quanto ao facto de abominares o mau gosto e buçalidades, não resisto a contar uma brejeira anedota de marinheiros:

- Sabes qual é a 1ª coisa que um marinheiro faz quando chega a casa?
...
- Dá uma foda na mulher!

- E sabes qual é a 2º coisa que o marinheiro faz?
...
- Pousa as malas...

Adore disse...

Beijinho :)*

Peach disse...

Só que quero dizer que estás divina nessa foto.

beijo menina linda

Sutra disse...

Ao passar pelos links que tenho adicionados, pois ando em falta com visitas, recordei que há algum tempo não vinha aqui :-)
E o que tenho andado a perder...
Delícia das delícias...

Bj doce

laura disse...

é bom poder esperar assim, no quente, com música, com cor... gosto destas palavras.

mariazinha disse...

lindo.
linda.


(também gosto dela [a suite] tocada pelo Rostropovich. talvez mais nervosa, mais tensa)

beijo*

Patricia Gold disse...

Hola María Mercedes..

Me encantó tu post...con tan pocas palabras podes relatar un momento d espera, pero no cualquiera, el más sensual que una mujer imagina..
beijos amiga
Patry

TE FELICITO,TU BLOG ES EXQUISITO.

Jaime disse...

Está muito bom, isto. Gosto sempre de te ler. Pode-se dizer que levaste muito a peito este exercício de navegação solitária? Beijinhos.

carpe vitam! disse...

deixaste-me... longing. ainda bem que ele vem ter comigo hoje, senão...

RC disse...

"A Nortada que te separa de mim": muito bom.

Xi.

Marla disse...

Sexy and sweet...
Quando se ama e se deseja não há nada mais a pedir.
Beijos**

Marinheiro Solitário disse...

Tenho andado ao largo. Aportei hoje e sorvi tudo numa golfada. Depois fiquei a desgustar texto a texto, palavra a palavra.

Fazes-me bem

un dress disse...

que

re confortante!! :)

e lindo...






beijO

Abssinto disse...

Doce devaneio. Vivam os entardeceres assim.

bj

Zabaducadeu disse...

Tão calmo e belo. Gostei muito de (voltar) a ler-te.
Beijo

Shelyak disse...

Paragem obrigatória, sempre...
Beijinho

" JOTA ENE ® " disse...

Mas k imaginação ... virei smp aqui beber da tua fonte d'inspiração.

Um beijo

U Ó Mãe Que Dava Pulos disse...

A foto é linda e o texto também, como sempre.
Beijio
P.S.: Por mim, ainda prefiro a gravação do Rostropovitch...

Vanda disse...

Saudade de bolinar, vento no rosto, mão no leme.

:)

Donatela disse...

mamilos?

 
Site Meter